terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Dádiva

Transborda o peito
E aflora o que outrora
Era desconhecido

Compartilha os risos,
Nos braços oferece
Abrigo

Com o calor dos beijos,
Oferece fragmentos
De seu terno amor

Efervescentes momentos,
Nos envolvem e fazem eternos
Os encontros belos

Que o simples cruzar
De olhares vem
Propiciar

Te imagino e eternizo
A dádiva que tua companhia
Veio minha vida serenar.

Um comentário:

maria disse...

Inundação de talento versejado, graças a Deus publicado! Bênçãos copiosas que vêm por mãos mimosas e pousam em coração emocionado!