O pensar inspira palavras que de título outro poema tendem a formar.

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

O sabor da experiência

Incansável busca
De porto um seguro nas relações
De modo geral...
Afinal, pessoas vão e vêm
Neste ciclo inexplicavelmente ativo,
Labirinto vivo no qual somos involuntariamente lançados.
A contragosto ou não, tal fato é consumado
E culmina na existência,
Cada qual com sua essência
E modo de a vida enfrentar.
O que vale é manter a sentinela da esperança viva,
E olhar de criança ativa
Ao debruçar-se na janela
Repleta de possibilidades,
Fazer da vida uma constante aprendizagem
Para que na velhice se deleite
De serenidade e amadurecimento
Que só o sabor subjetivamente singular
Da experiência de quem se lança à vida
Como um pássaro ao vento,
É capaz de proporcionar.


.

Um comentário:

Franciscus Danton disse...

Realmente... Pessoas vão e vêm... Mas sempre tem aquelas que de alguma forma ficam.

E enquanto isso, a gente com tantos problemas... Tantas soluções... Em busca de algo que não sabemos bem o que é... Pra que ná velhice se deleitar de alguma forma... Acredito que é o que todos esperam... Eu acho! ¬¬

(: